Sandes de Choco
Um espaço dedicado ao choco em geral e à sandes de choco frito em particular. E aos seus derivados e sucedâneos. E à mini. E não só.

terça-feira, maio 31, 2005

Um problema de métrica


Tenho que fazer aqui um pedido de desculpas pelo meu último post. Fui injusto e precipitado.

Soube agora de fonte segura que o cântico do "Ninguém pára o Benfica" faz afinal todo o sentido.

O que acontece é que a letra original era:
"E ninguém para o Benfica, excepto o Vitória de Setúbal e o Penafiel e o Rio Ave e o CSKA e o...".

E aqui é que começa o problema da métrica. É que depois a letra não cabia no tempo da música e ficava tipo canção dos Toranja. Não dava.

O "Ninguém pára o Benfica" é então o resumo da outra versão mais longa.

Aqui fica o meu pedido de desculpas. Está esclarecido o equívoco.

2 leitores trincaram a sandes:

  • O Choco é um animal que está sempre a mudar de cor, não é?

    Por Anonymous Águia sempre VERMELHA, às 31/5/05 12:37  

  • Realmente o choco às vezes muda de cor. É sinal de adaptação ao meio, evolução e inteligência. Sobretudo quando passa do seu estado aquático para o estado sandeático (dentro da sande).

    Mudar de cor é natural e é saudável. Só os mortos e os imbecis é que já não podem (ou não querem) mudar. Principalmente porque se tenta sempre mudar para melhor.

    Fixemobil, um choco do Sado, sempre Verde!

    Por Blogger Fixemobil, às 1/6/05 14:18  

Enviar um comentário

<< Voltar à Sandes

  eXTReMe Tracker