Sandes de Choco
Um espaço dedicado ao choco em geral e à sandes de choco frito em particular. E aos seus derivados e sucedâneos. E à mini. E não só.

segunda-feira, Março 12, 2012

Blogar é tão 2010

Passados dois anos lembrei-me que tenho um blog. Ou que em tempos tive um. Não sei bem.
Para constatar que isto envelheceu muito mal.

Já nem falo dos textos... Mas as cores, meu deus, as cores. Não se pode escrever numa plataforma em que o pantone do header não faz pendant com tom mandarina dos títulos.
Se eu já tinha sérias dúvidas em voltar a escrever aqui, deparar-me com esta visão dantesca de layout não está a ajudar.

E se o senhor Groucho Marx disse "Não desejo pertencer a nenhum clube que me aceite como membro", eu tenho que concordar que é um bocado suspeito estes senhores do blogger continuarem a dar-me púlpito passados estes anos todos...

Afinal de contas, em pleno 2012 será que "Blog's not dead", ou será que o "Facebook killed the blog star"?

Etiquetas: , ,

segunda-feira, Maio 03, 2010

Eric Tinkler



O Eric Tinkler era da África do Sul. Mas era branco.

O Yekini era melhor. Era preto e também foi ao Mundial. Mas era da Nigéria.
Depois só marcou um golo e ficou dentro da baliza a abanar as redes. Deve ter sido por castigo de ter saído do Vitória.
A seguir foi jogar para a Grécia e nunca mais ninguém soube nada dele. Se calhar caiu dentro dalguma ruína ou assim. Os gregos têm p'ra lá aquilo tudo em ruínas.

Etiquetas: , , , ,

segunda-feira, Abril 19, 2010

Setúbal da ribalta



Apá sóce! Diogue Béija!? Qué-inse!?
Ainda se fosse da Rádio Voiz ainda se perrcebia...
Agorra irrem lá pra Lisboa denegrrir a nossa terra... Quais torres da cimpórre qual carrapuça!
Apá... Áua!

(Letra disponível aqui)

Etiquetas: , , ,

quarta-feira, Abril 07, 2010

O meu ex-melhor-emprego-de-todos-os-tempos

"Temos que trabalhar em projectos para os outros departamentos. Com uma orientação de serviço. Como se fossemos uma empresa privada".

E "temos que medir o tempo que é gasto em cada tarefa".

(Ouvido esta semana no meu ex-emprego-perfeito.)

Etiquetas: ,

segunda-feira, Março 22, 2010

Ah pá sóce quéinse

Setúbal inspira óculos de sol Prada

Deve de serrre mázé ós ócles falses cos ciganes andam a venderre do ferribóte.
Más a sapatêrra chêa da verrdete.



(A notícia não tem grande interesse, é verdade. Mas é dos melhores vídeos-que-envolvem-choco-frito que eu tenho visto nos últimos tempos. Mesmo sem ser em sandes.)

Etiquetas: , , ,

quinta-feira, Março 18, 2010

A sandes de choco já está no feicebuque.

Ou lá o que é isso.

Sandes de Choco

Promote your Page too

Ena.

(Agora... toca a ser fã. Vamos lá petizada.)

Etiquetas: ,

quinta-feira, Março 11, 2010

Foi a maldição

É o poder da maldição.
Na altura eu não fiz a ligação. Mas agora tudo faz sentido.
Fui eu que dei azar ao mundo das TI.

Etiquetas: , ,

A maldição do emprego

Se dúvidas houvesse, agora ficariam completamente desfeitas.

Esta é uma história com quase 10 anos, mas que felizmente dá para abreviar.

Eu estou amaldiçoado. É um facto e não há como dar a volta a isto. Qualquer emprego para onde eu vá, por muito perfeito que possa ser, rapidamente se torna num inferno insuportável donde todos querem sair.

E não sou eu que o digo. Vários colegas, em vários empregos por onde fui passando, repetiam esta frase: "Isto agora está terrível. Mas antigamente não era nada assim. Era muito melhor."

Muito melhores. Todos os empregos por onde eu passei eram muito melhores. Até eu lá chegar, claro. Trazendo a minha maldição e arruinando a vida dos meus pobres e inocentes colegas.

Naturalmente que os meus incautos colegas desconheciam esta minha maldição, embora alguns devam ter desconfiado. Só isso é que me livrou de ser coberto de alcatrão e penas e levado até à cidade mais próxima.

Podia falar-vos do exemplo daquela grande empresa onde trabalhei. Um pasto verdejante de ronha, prémios e almoçaradas. Até eu lá chegar. Claro.
No ano em que eu lá cheguei chegou uma nova administração. Começaram as remodelações e as contenção de custos. Enfim, o fim da boa vida em geral.

Ou podia falar também daquelas outras pequenas empresas de software por onde eu passei (sim, foram várias) com óptimo ambiente, trabalho interessante e projectos de sucesso. Até eu lá chegar, trazendo a eterna nuvem negra de azar que paira sobre a minha infortunada cabeça.

O maior teste a esta maldição, e eu juro que quando mudei de emprego pensei mesmo nisto, seria o meu "novo emprego".

O meu novo emprego, como eu já escrevi aqui, era o emprego perfeito. À prova de qualquer maldição.
O meu novo emprego ia desfazer todas as dúvidas: seria este realmente o emprego perfeito, imune até mesmo à maldição mais poderosa? Ou seria que a maldição iria desabar sobre este novo oásis de tranquilidade, este paraíso onde eu tinha aterrado?

A conclusão, infelizmente foi tão trágica como previsível. No meu novo emprego perfeito o director já avisou que a boa vida vai acabar. Vamos ter reestruturações. E auditorias. Ah, e este ano tivemos um aumento negativo no salário.

Preparem o alcatrão e penas, que desta eu não escapo.

Etiquetas: , , , ,

Porque um mal nunca vem só

A bolha da Internet rebentou há dez anos

A bolsa de tecnologia dos EUA atingiu o pico em Março de 2000. Depois, foi a queda. Nos meses que se seguiram, fecharam dezenas de empresas que tinham esbanjado milhões sem retorno.

E como se não bastasse o estoiro da bolha em Junho, eu comecei a minha "carreira" em Agosto.
Sim já vai para 10 anos de flagelo e horror.
O mundo das TI nunca mais foi o mesmo.

Etiquetas: , , ,

terça-feira, Março 09, 2010

O cantinho do hooligan - "Ganda Arsenal"

Parece que a partir de agora, e com o destino mais que provável do Mourinho, todos os portugueses vão torcer pelo Cristiano Ronaldo F.C. na champions league.

Valham-nos os gandas comentários do Luís Freitas Lobo.

Etiquetas: , ,

sexta-feira, Janeiro 29, 2010

Dar o litro

O maior desgosto do Hélder Postiga é ter andado a primeira volta toda a dar o litro e o Sá Pinto não lhe ter dado nem um calduço.

Etiquetas: ,

Lá no meu serviço

Sempre quis trabalhar na função pública. Era um sonho antigo.
E agora que estou a viver o sonho, posso confirmar: de todas as vantagens do meu novo emprego, a maior será certamente poder usar a expressão "lá no meu serviço".

Etiquetas: , ,

terça-feira, Janeiro 12, 2010

O dilúvio

Hoje para vir trabalhar, em vez de vir de metro tive que apanhar a arca.

Etiquetas: , , ,

  eXTReMe Tracker